Atuação da Fisioterapia nas Disfunções Temporomandibulares


O que é?

A fisioterapia se tornou parte integral da abordagem interdisciplinar das Disfunções Temporomandibulares. Investigar causas, sintomas e fazer um diagnóstico diferencial são necessários para a real abordagem da fisioterapia ou o encaminhamento para um dentista.

Uma vez iniciado o tratamento fisioterápico, temos como objetivo, minimizar a dor muscular, melhorar a amplitude de movimento, reeducar o paciente em relação ao posicionamento correto da mandíbula, reduzir a inflamação, reduzir a carga na articulação temporomandibular (ATM) e fortalecer o sistema músculo-esquelético.

Entre as causas da disfunção temporomandibular; podemos encontrar a má oclusão (mordidas inadequadas), hábitos parafuncionais, como o trismo e o bruxismo (apertar e ranger os dentes enquanto dorme), frouxidão ligamentar, abertura excessiva da boca, estress emocional, lesões traumáticas ou degenerativas da ATM, hiperatividade muscular, entre outros.

A Disfunção leva a diversas sintomatologias, como dor muscular, dor orofacial, dor cervical, cefaléias, sensibilidade dos músculos da mastigação, estalidos, zumbido e bloqueio da articulação.

Certamente a queixa mais comum dos pacientes com disfunções da musculatura mastigatória é a dor muscular, a qual varia desde uma leve sensibilidade, até um extremo desconforto.

As técnicas fisioterapêuticas, se bem aplicadas, trazem alívio nas condições sintomatológicas do paciente e restabelecem a função normal da articulação temporomandibular.



Entre em Contato!