Endereço:

Rua Mourato Coelho, 798 cj.111 Pinheiros - São Paulo - SP

Você conhece a doença que inspirou o Desafio do Gelo?

Nos meses que se passaram, pudemos conferir uma campanha que estava acontecendo na internet chamada, em português, de Desafio do Gelo.

Amplamente divulgada por artistas e famosos no geral, a campanha consistia em tomar um banho de água com gelo e divulgar o vídeo na internet em até 24 horas, propondo que outras três pessoas fizessem o mesmo. Quem não o fizesse, qualquer que fosse o motivo, deveria doar US$ 100 para a ALS Association (Associação da Esclerose Lateral Amiotrófica).

Criada por amigos de Pete Frates, jogador de baseball que foi diagnosticado com Esclerose Lateral Amiotrófica, a ação tinha o objetivo de chamar a atenção para a doença dentro dos Estados Unidos. Contudo, o sucesso foi tamanho que pessoas de diversos países resolveram participar, fazendo com que, em poucos meses, mais de R$ 20 milhões fossem arrecadados em prol da doença.

Para entender melhor a importância da ação, a Homefisio disponibiliza aqui um conteúdo explicativo sobre a Esclerose Lateral Amiotrófica (ELA). Doença crônica e progressiva, sem possibilidade de cura, a Esclerose Lateral
Amiotrófica consiste na perda de tônus e função muscular causadas pelas degeneração dos neurônios motores e da medula espinhal, que não funcionam como deveriam.

Para que seu tratamento seja efetivo, é necessário começá-lo antes que ocorra perda significativa de força e/ou função muscular, buscando retardar o processo, que normalmente é crônico e progressivo. Em casos mais graves, acomete a musculatura respiratória, dificultando a respiração espontânea, com necessidade de um suporte ventilatório e monitoramento.

Alongamentos, exercícios diários e trabalhos de conscientização corporal estão incluídos nos procedimentos propostos. Para pacientes dependentes de Ventilação mecânica, mantemos um trabalho de monitoramento e higiene brônquica, necessários para a manutenção clinica. Sempre realizada pela equipe da Homefisio, respeitando os limites do paciente e em busca de sua estabilidade e melhora gradativa.

Entenda melhor a Esclerose Lateral Amiotrófica

A Esclerose Lateral Amiotrófica (ELA) é uma doença degenerativa que compromete a parte lateral da medula, “matando” os neurônios motores e resultando na paralisia dos músculos do corpo do paciente.

A doença costuma se manifestar com uma simples fraqueza em algum membro, como uma mão, um pé, ou na garganta, dificultando a deglutição. Os sintomas iniciais costumam ser dificuldades para caminhar, escrever, falar, engolir, atividades diárias em geral, que possam ser afetadas por essa fraqueza.

Seu diagnóstico pode demorar um tempo, pois os sintomas podem ser facilmente confundidos com diversos outros tipos de doenças mais simples, e essa demora no diagnóstico afeta muito o tratamento, já que a doença costuma apresentar uma evolução rápida e irreversível.

Apenas cerca de 10% dos casos de ELA são hereditários e as causas da enfermidade ainda não foram esclarecidas pelos estudiosos, que apenas afirmam que assim como qualquer outra doença degenerativa, a melhor maneira de prevenção é a adoção de um estilo de vida saudável.

Além do comprometimento físico causado pela ELA, as consequências emocionais são extremamente impactantes, e não atingem apenas o paciente, mas a sua família, amigos e cuidadores também. Por isso, o convívio social é fundamental, visto que os pacientes que continuam suas atividades sociais, de acordo com suas possibilidades, sofrem muito menos e podem obter uma evolução mais lenta do quadro.

Muitos profissionais são indicados para que a qualidade de vida do portador da ELA seja melhorado, contemplando fonoaudiologia, terapia ocupacional, psicologia e fisioterapia.

Na fisioterapia, o tratamento a ser aplicado depende muito do estágio em que a doença se encontra. No primeiros estágio, a fisioterapia atua de modo a preservar a independência do paciente, auxiliando o mesmo a conservar sua energia, através de exercícios como alongamento, fortalecimento e resistência muscular e atividades aeróbicas. Nos estágios mais avançados, o fisioterapeuta já deve implementar equipamentos que auxiliem os movimentos e a respiração, além de continuar com exercícios de fortalecimento, de respiração profunda, entre outros. O foco é sempre preservar as habilidades que o paciente ainda possui.

A Homefisio conta com profissionais extremamente capacitados para atender pacientes que sofram com a Esclerose Lateral Amiotrófica, inclusive na modalidade home care. Se você tiver alguma dúvida, pode entrar em contato conosco por aqui.